As inscrições aconteceram no mês de setembro presencialmente ou pelos correios. O FETO 2008 recebeu inscrições de grupos da capital, interior de Minas (Uberlândia, Ouro Preto, Teófilo Otoni, Barbacena, Congonhas, Patos de Minas) e de cidades de outros estados, como Vitória(ES), Rio de Janeiro (RJ), Santo André (SP), dentre outras.

Um júri de profissionais das artes cênicas selecionou 14 espetáculos que participaram do festival, divididos nas categorias Escola de Teatro e Teatro na Escola, para públicos adulto, infanto-juvenil e infantil nas modalidades “teatro de palco”, “teatro em espaço alternativo” e “teatro de rua”.

A abertura do festival foi realizada com apresentação do espetáculo “Atrás dos Olhos das Meninas Sérias”, da Cia Pierrot Lunar, convidado do festival.

Espetáculos participantes na categoria Teatro na Escola:
– Não Morre um Homem, Morre uma História – Grupo Fragmentos – Belo Horizonte/MG
– Gran Circo Pimienta – Grupo Brinquedo Torto – Santo André/SP
– A Revolta dos Brinquedos – Grupo CEOP – Ouro Preto/MG
– Emergência – Logosófico Encena -Belo Horizonte/MG
– O Alienista – Oficina das Artes Colégio Pentágono – Rio de Janeiro/RJ
– Mistério no Jardim Azul – Hugo em cena – Belo Horizonte/MG

Escola de Teatro:
– A Cantora Careca – Cia. do Joelho – Belo Horizonte/MG
– Hybris – Antiatro Experimentos Cênicos – Ouro Preto/MG
– Canoeiros da Alma – Coletivo Teatro da Margem – Uberlândia/MG
– Contos de Cordel – Trupica Trupe – Belo Horizonte/MG
– A Pedra – Trupe Reticente de Teatro – Uberlândia/MG
– Garatuja – Barba azul e Outras Histórias – Garabateios Investigações Teatrais – Belo Horizonte/MG
– Memórias de um Sonho – Espaço Cênico BH – Belo Horizonte/MG
– Nas Ondas do Rádio – Grupo Coxia de Teatro – Contagem/MG

Público
A participação do público do Festival Estudantil de Teatro esse ano foi marcada
pela presença de alunos de escolas públicas de Belo Horizonte. Praticamente, a cada dia havia ao menos uma escola convidada entre a platéia. Além das escolas e do público em geral, também prestigiaram os espetáculos crianças e adolescentes de abrigos e projetos sociais.

O Feto 2008 teve em média 350 pessoas por apresentação, totalizando cerca de 5250 pessoas no total.

CaFETO
Criado na edição de 2007, o CaFETO ocorreu em dose dupla em 2008. Trata-se de um momento de encontro dos grupos participantes para intensificar as relações durante o evento. Os encontros acontecem com o objetivo de fazer que os artistas, grupos participantes, técnicos e organizadores do FETO 2008 e de edições anteriores ampliem um tempo para refletir, discutir, trocar idéias e experiências sobre os processos de construção dos espetáculos e do próprio festival. Os CaFETOS foram mediados por:

– Fernando Mencarelli – doutor e mestre em História da Cultura pela Unicamp e professor na graduação e pós-graduação da Escola de Belas Artes da UFMG.

– Glória Reis – Mestre em Ciências Sociais, especialista em Arte-Educação, professora de História das Artes Cênicas, Professora do curso de pós-graduação Cultura: Produção e Crítica (PUC MG), autora do livro: “Cidade e palco: experimentação, transformação e permanências”.

Oficinas
Em 2008 foram cinco oficinas gratuitas. Três dessas oficinas foram voltadas para alunos da rede estadual de ensino, que receberam a oficina nas próprias dependências da escola:
– Jogos para Improvisação Teatral, com Ana Haddad na Escola Estadual Maestro Vila Lobos
– Jogos Teatrais: Teatro X Realidade, com Gustavo Falabella na Escola Estadual Mário Elias de Carvalho – Contagem
– Sons da Cena, com Meibe Rodrigues na Escola Evangélica de Educação Infantil

Duas oficinas foram abertas ao público em geral e receberam inscrições através do site do festival:
– O Treinamento Físico do Ator, com Fábio Furtado no Cefar – Palácio das Artes
– Introdução às Poéticas da Luz, com Geraldo Octaviano no Teatro Izabela Hendrix

Palestra
A palestra Da Cenografia ao Espaço Cênico, ministrada por Ines Linke, teve entrada franca e foi prestigiada principalmente por estudantes de arquitetura e de teatro.

Premiação
A Cerimônia de Encerramento do FETO 2008 foi realizada no Teatro Dom Silvério, dia 28 de Novembro e o tema escolhido desse ano foi “Super – Heróis”.

Além dos troféus e certificados, foram oferecidas aos vencedores de algumas categorias bolsas integrais e parciais para oficinas em 2009 pelo Galpão Cine Horto e pelo Centro Técnico de Produção do Palácio das Artes.

Foto: Daniel Protzner

:: Veja aqui mais fotos desta edição.