As inscrições para a quinta edição do Feto aconteceram no mês de agosto e os espetáculos foram apresentados em outubro, sendo os de palco no Teatro Francisco Nunes, os de rua em diferentes regiões da cidade e as palestras aconteceram no Centro de Cultura de Belo Horizonte.

Fizeram parte da programação do FETO 2003 os espetáculos adultos e infantis de palco, esquetes, espetáculo de rua e oficinas:

Adultos:
– Álbum de família – Grupo 3o Sinal – Sabará/MG
– O que os meninos pensam delas – Grupo CEOP – Ouro Preto/MG
– Valsa Brasileira – Grupo de Teatro do Colégio Arnaldo – Belo Horizonte/MG
– O menino e o despenhadeiro – Grupo Oficininha – Belo Horizonte/MG
– Cacau Cannabis: o vício – Grupo de Teatro Raízes – Belo Horizonte/MG
– O poema do concreto armado – Grupo Skené (SESC) – Belo Horizonte/MG
– A Casa de Bernarda Alba – Grupo FASF em Cena – Luz/MG

Infantis:
– Vô, vá! – Grupo Arteofício – Belo Horizonte/MG
– A Cigarra e a Formiga – Grupo Teatral Conta e Encanta – Sabará/MG
– Para ver com o coração – GUTA Cia. de Teatro Guris & Tanto – Palmas/TO
– Grilolândia – uma história divertida – Companhia do Verde – Belo Horizonte/MG
– Fauna Encantada – Grupo Paternon – Belo Horizonte/MG

Espetáculos de Rua:
– Tirando o Mofo de Mofada – Grupo Encenarte – Belo Horizonte/MG
– Quem pergunta quer resposta – Grupo Led – Laboratório de encenação e dramaturgia -Belo Horizonte/MG (espetáculo convidado)

Palestras e Debate:
– O teatro em BH no contexto histórico da repressão militar, com Glória Reis
– O processo de formação e inserção do artista no mercado de trabalho, com as atrizes Flávia Fernandes (“A Farsa da Boa Preguiça”, “Tribobó City”) e Thaís Inácio Rezende (“Entre a tela e as cadeiras”, “Lembranças”). Mediado por Marcos Vogel.
– Lei de Incentivo à Cultura, com Arnaldo Godoy.

O FETO 2003 contou ainda com o Festival de Esquetes, sendo que as apresentações eram seguidas de show com a banda Alarido

Esquetes:
– A Morte – Grupo Outros – Belo Horizonte/MG
– Cena Cotidiana – Grupo Arma Cena – Belo Horizonte/MG
– A Morte de Odorico Paraguaçu – Grupo Aplausos – Belo Horizonte/MG
– O Seqüestro de Bianca – Grupo Teatral Fazendo Arte – Belo Horizonte/MG

As oficinas também aconteceram no mês de outubro e foram elas:
– Palavra imbornal com Cristina Borges
– Confecção de bonecos recicláveis com Rafael Sol.
– O corpo em movimento com Robson Vieira

A festa de encerramento foi realizada em Novembro, assim como a cerimônia de premiação, que nesse ano teve como tema “Alice no País das Maravilhas”.

Foto: Daniel Protzner

:: Veja aqui mais fotos desta edição.