Em 2002, o FETO aconteceu no período de 12 de outubro a 03 de novembro, com apresentações de palco e rua, oficinas e palestras. Foram realizadas quatorze apresentações de palco, sete na categoria Adulto, no Teatro Francisco Nunes, e sete na categoria Infantil, no Teatro da Praça. A seleção dos espetáculos inscritos nas duas categorias foi feita por Ângela Mourão, Beth Grandi, Emerson Rezende, Ildeu Ferreira, Roseanne Brant, Tula Barcelos e Viviane Ferreira, todos profissionais das artes cênicas. Participaram grupos da capital e do interior de Minas – Ouro Preto, Pará de Minas, João Monlevade, Prados e Sabará, além de um grupo de São Paulo (SP). O julgamento das peças da categoria Teatro Adulto foi feito por José Júnior, Tula Barcelos e Viviane Ferreira, enquanto a banca da júri da categoria Teatro Infantil foi composta por Greice Passos, Hanna Bhahija, Raimundo Farineli e Robson Vieira. Os ingressos foram vendidos ao preço popular de 2 reais e a média de público foi de 125 pessoas por espetáculo.

Fizeram parte da programação do FETO 2002 os espetáculos adultos e infantis de palco:

Abertura:
– O Noviço – Grupo de Teatro do Colégio Batista Mineiro – BH/MG (peça vencedora do FETO 2000)

Adultos:
– Geração Coca-Cola – Grupo Teen de Teatro Santo Agostinho – São Paulo/SP
– Para Nunca Mais – Grupo Vértebras – João Monlevade/MG
– Segundas Intenções – 3º Sinal – Sabará/MG
– A Comédia dos Erros – Grupo U Q Teatral – Belo Horizonte/MG
– A Casa de Bernarda Alba – Grupo de Teatro do Colégio Batista – Belo Horizonte/MG
– O.S.S.O.S, Onde só se omite a solidão – Grupo Adeusbia – Belo Horizonte/MG
– Os Irmãos das Almas – Grupo Teatral Alunos do Skene – Belo Horizonte/MG

Infantis:
– Super-Mudinha – Grupo de Teatro CSCM – Pará de Minas/MG
– Quem Poderá Prever um Romance Imprevisível – Grupo Arteofício – Belo Horizonte/MG
– A Dona Baratinha – É Agora ou Nunca – Grupo Teatral Vivo – Belo Horizonte/MG
– Harry Potter e a Volta da Família Valdemort – Grupo Imag’em’ação – Belo Horizonte/MG
– A Revolta dos Brinquedos – Grupo Ceop – Ouro Preto/MG
– Faz de Conta – Grupo Asas para Voar – Prados/MG
– Soltando os Bichos – Grupo Teatrama – Belo Horizonte/MG

Na categoria Teatro de Rua, que não é competitiva, foram apresentados os espetáculos:
– Reciclando para a vida com os alunos da Escola Municipal Ozanan Coelho – Belo Horizonte, MG
– T.R.A.M.A. – Tramóias, Rancores e Amores de Marias Apaixonadas com a Companhia Móvel de Teatro – Belo Horizonte, MG

O Festival também contou com 03 palestras:
– A importância do ator polifônico e as possibilidades de sua formação com Ernani Maletta
– A estética e as relações entre os elementos teatrais com Raul Belém Machado
– Arteducação: sua importância e contribuição no movimento cultural com Amarílis Coelho Coragem.
As palestras ocorreram no Centro de Cultura Belo Horizonte, com entrada franca.

Além disso, também foram realizadas as oficinas:
– O corpo para jogar com Alexandre de Sena e Eliezer Sampaio
– Jogos teatrais com Eduarda Lourenço
– Expressão da voz com Sandra Melo
Todas ao preço de 3 reais, no Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado (CEFAR).

A cerimônia de premiação nesse ano teve como tema “Maracatu”.

Foto: Daniel Protzner

:: Veja aqui mais fotos desta edição.